quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

eu quero, simplesmente quero

Eu quero um sorriso nos lábios
Quero um beijo no rosto
Quero o cheiro suave
Quero as mãos entrelaçadas
Quero a simplicidade dos fatos
E a beleza dos pequenos momentos
Eu quero a paixão de adolescente
Que me escapou pelos dedos
Quero a felicidade indecente de se sentir pertencido
Quero a falta de graça dos minutos primeiros
Quero a graça exagerada das piadas alheias
Quero o andar harmônico dos dois corpos chegados
E o fogo de um olhar enamorado
Eu quero que venha de repente
Que parta da amizade
E que cresça naturalmente

Um comentário:

  1. Eu quero que venha de repente
    Que parta da amizade
    E que cresça naturalmente

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.
 
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.